30
05.11
0

Como entreter seu gato e ainda reciclar.

Sempre que vou ao mercado opto por trazer caixas ao invés de sacolas, pois tem uma turminha aqui em casa que A-D-O-R-A brincar nas caixas de papelão!! As crianças fazer o ‘acabamento’ que consiste em colar uma em cima da outra e pintá-las de forma personalizada ao gatinho a que se destina.

É uma cadeia produtiva onde todos se divertem e dessa forma também contribuímos para não sobrecarregar o meio ambiente de sacolas!!

Esse vídeo de Simon é uma graça!

Divirtam-se.

Os gatos adoram caixas!!

Read More Posted by Vania Posted in Artigos, Gatos
17
04.11
0

TOXOPLASMOSE – O PERIGO ESTÁ ONDE VOCÊ MENOS IMAGINA!

A Toxoplasmose é uma zoonose (doença transmitida dos animais para as pessoas) causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii.

Taken from: http://www.hei.org/research/aemi/toxo.gif

 

Taken from:http://richardgpettymd.blogs.com/my_weblog/images/2008/05/26/toxoplasma_gondii.jpg

 

Taken from: http://www.biologyreference.com/Po-Re/Protozoan-Diseases.html

Infelizmente, não faz parte da rotina médica o atendimento de zoonoses, mas para nós, Médicos Veterinários, é muito comum. Nós lutamos todos os dias para derrubar o mito de que o gato é o grande vilão da toxoplasmose e queremos mostrar à população como realmente acontece a transmissão.

Realmente, não se pode negar, o Toxoplasma gondii é um protozoário que tem seu ciclo de vida em carnívoros (cães e gatos), suínos (porcos) e ruminantes (pequenos e grandes), mas somente nos felinos ele é capaz de completar seu ciclo e infestar o meio ambiente, e há um caminho longo e cheio de barreiras para que uma pessoa adquira a doença através do injustiçado gato.

Primeiramente não são todos os felinos que têm predisposição para transmitir a doença, mas somente aqueles que ingerem carne crua, mal passada ou cozida, ou aqueles que caçam e ingerem passarinhos, ratos, baratas etc que contenham os cistos do toxoplasma. Na maioria são aqueles que têm acesso á rua e seu sistema imunológico esteja comprometido. Estima-se que apenas 1% (UM POR CENTO), ou seja, um gato em cada cem da população felina albergue o protozoário.

Em segundo lugar SE o gato estiver contaminado só elimina o parasito nas fezes durante 15 dias e apenas UMA VEZ em toda a sua vida. Geralmente esta eliminação ocorre 10 dias após ser contaminado.

Em terceiro lugar, para que as pessoas se contaminem através das fezes do gato, é necessário que estas fezes permaneçam no ambiente por no mínimo 48 HORAS e que sejam INGERIDAS; caso contrário o ciclo não se completa!

Os gatos possuem o hábito de se limpar lambendo-se e não deixam resíduos de fezes em si, bem como enterram seus excrementos. Porém, mesmo que não se limpem , já há estudos mostrando que não há viabilidade de infecção caso hajam fezes grudadas no pelo do animal. A probabilidade de contaminação do proprietário pelo seu próprio gato é mínima ou inexistente. Acariciar um gato e tê-lo como animal de estimação não representa perigo. Mordidas ou arranhões também não transmitem a toxoplasmose.

O mais comum é que a doença seja adquirida pela ingestão de carnes mal cozidas bem como de verduras e legumes mal higienizados, e também através das mãos não lavadas após o manuseio com terra.

Diante do supracitado observa-se um alto índice de Toxoplasmose em Portugal pelo alto consumo de embutidos (aqueles sem cozimento) e também em Erechim-RS que é o lugar de maior índice de toxoplasmose do planeta, onde há um altíssimo consumo de carne suína mal cozida. Ademais, somente pessoas imunodeficientes (sem formação de anticorpos) ou mulheres grávidas que nunca tiveram contato com o parasita, formam o grupo de risco.

A Comunidade Científica Veterinária está num esforço contínuo para a produção em grande escala de uma vacina que seja eficaz para evitar que os gatos excretem oocistos para o ambiente na infecção primária. Os primeiros experimentos têm sido bem sucedidos e apesar de a vacina comercial ainda não estar disponível, as perspectivas são promissoras.

Portanto que fique bem claro que beijar, abraçar, dormir com seus gatos NÃO TRANSMITE A TOXOPLASMOSE! A prevenção desta doença se dá através de boas práticas de higiene, tais como limpar a caixa de areia diariamente, não ingerir alimentos crus ou mal cozidos sem prévio congelamento por 48h, não beber leite in natura e seus derivados, não comer embutidos ou carnes não fiscalizados pelo Serviço de Inspeção (Estadual ou Federal), limpar cuidadosamente qualquer material que entre em contato com carnes cruas e fazer uso de luvas durante a jardinagem. Evite que seu gato tenha acesso á rua e certifique-se de que as vacinas e vermífugos estejam em dia.

Na dúvida? Solicite uma sorologia sua e de seu bichano. E por favor, não abandone seu gatinho!!

A informação é a melhor arma!!

 

Créditos: Texto da Médica Veterinária Dra. Cláudia Batistella Scaf – CRMV-RS: 7664

Imagens: http://microbiology2009.wikispaces.com/Congenital+Toxoplasmosis

 

Read More Posted by Vania Posted in Artigos, Blog
01
04.11
2

Cuidados antes, durante e depois de uma viagem de avião.

Gatos não se saem tão bem durante uma viagem de avião, mas existem maneiras de fazer com que a viagem seja o mais confortável possível para eles.

Primeiramente a escolha da companhia aérea e através dela você obterá as informações sobre os documentos necessários a providenciar para que seu gato possa embarcar.

Com uma antecedência de pelo menos duas semanas é possível ter uma margem de segurança para o caso de algum atraso burocrático ocorrer.

Dar ou não algum ‘relaxante’? Depende do tempo de viagem, do temperamento do gato e sempre costumo usar o bom senso ponderando prós e contras, pois se o gatinho tentar abrir a caixa de transporte durante o vôo, provavelmente ele se machucará mais durante essa tentativa e aí sim, é válido dar um relaxante meia hora antes do embarque.

Dentro da caixa de transporte você pode colocar um tapete higiênico (vendido em pet shop) para os casos óbvios de ‘número 1′ ou ‘número 2′.

Se você estiver acompanhando seu gato e a viagem for longa – considero longa uma viagem acima de 5 horas com 2 baldeações – poderá oferecer uma pequena quantidade de ração úmida ou água. A desidratação é mais maléfica do que a fome. Mas muito cuidado ao abrir a caixa de transporte! Escolha um banheiro ou um lugar onde você possa pegá-lo, caso ele tente fugir.

Chegando em casa você pode seguir as recomendações descritas aqui.

Boa viagem pra ambos!!

 

 

 

 

 

 

Read More Posted by Vania Posted in Artigos, Blog
19
03.11
0

O Filhote chegou, e agora?

Antes de o filhote chegar o ideal é fazer um enxoval composto de alguns ítens que proporcionarão uma adaptação mais rápida e bem sucedida de seu novo gatinho.

  • Primeiramente procure oferecer a mesma ração que o gatinho estava comendo no Gatil de onde veio, isso evitará desconfortos digestivos, como diarréia ou constipação até que ele se adapte à outra que você oferecer em sua casa;
  • Comedouro e bebedouro;
  • Uma caminha limpa;
  • Alguns brinquedinhos;
  • Materiais de higiene pessoal como escova de pêlos e cortador de unhas. Caso opte por dar banhos em casa providencie: toalha, shampoo, condicionador e sabonetes apropriados para gatos;
  • Liteira e areia higiênicas: existem diversas marcas de areia diponíveis nas pet shops;
  • Um arranhador poupará sua mobília; alguns modelos cabem em quaisquer lugares e ainda são decorativos;

Se seu filhote vier de avião provavelmente ele estará cansado e talvez assustado por causa da viagem. Neste caso, quando você puser a caixinha no carro, feche todas janelas e portas e deixe para abri-la apenas em casa. Assim que chegar em casa abra a caixinha de transporte deixando a porta aberta e aguarde-o sair. Evite mais barulhos e movimentos bruscos.

Deixe disponível água, ração, caixinha de areia que ele procurará.

Você verá que ele rapidamente se sentirá bem e logo se adaptará!!

Alguma pergunta? Entre em contato.

 

Read More Posted by Vania Posted in Artigos, Blog, Filhotes
04
03.11
0

‘Os Gatos e Nós’ – Mensagem recebida por e-mail.

Guardei essa mensagem especial que recebi para compartilhar com todas as pessoas que gostam, possuem, escolheram, foram escolhidas e também para aquelas que ainda serão escolhidas.

‘A maioria das pessoas acha que os gatos não fazem nada, são preguiçosos, tudo o que fazem é comer e dormir.

Não é bem assim.

Você sabia que os gatos têm uma missão na nossa vida?

Você já parou pra pensar porque tantas pessoas hoje em dia têm gatos, mais do que o número de cachorros?

Todos as gatos têm o poder de diariamente remover energia negativa acumulada no nosso corpo, e enquanto dormimos eles absorvem essa energia.

Se há mais de uma pessoa na família, e apenas um gato, ele pode acumular uma quantidade excessiva de negatividade ao absorver energias de tantas pessoas.

Quando eles dormem, liberam as negatividades que absorvem de nós.

É bom ter mais de um gato em casa para que a carga seja dividida entre eles.

Eles também nos protegem durante à noite para que nenhum espírito indesejável entre em nossa casa, ou quarto, enquanto dormimos. Por isso eles gostam de dormir na nossa cama.

Se eles verificarem que estamos bem, eles não dormirão conosco. Se houver algo estranho acontecendo ao nosso redor, todos eles pularão na nossa cama e nos protegerão.

Se uma pessoa vier à nossa casa e os gatos sentirem que estas pessoas estão ali para nos prejudicar, ou que essas pessoas são do mal, os gatos nos circundarão para nos proteger.

Quando meus gatos começaram a fazer isso comigo, eu não entendia porque eles ficavam em cima de mim ou aos meus pés. Eu soube depois que eles estavam me protegendo. Então meus ouvidos e meus olhos buscam imediatamente ver a reação dos meus gatos para ver o que eles farão quando alguém entra em minha casa. Se eles correm para a pessoa, cheiram-na e querem ser acariciados por ela, sei que posso relaxar.

Se você não tem um gato e um de rua entra em sua casa, adotando-a como lar, é porque você precisa de um gato nesse momento em particular. O gato de rua voluntariou-se para ajudar e escolheu você. Agradeça ao gato por escolher sua casa para esse trabalho.

Se você tem outros gatos e não pode ficar com esse, encontre um lar para ele.

Os gatos são criaturas adoráveis e amam seus donos acima de tudo! Eles são grandes amigos, verdadeiros, doces, meigos, fiéis e companheiros.

Adote um gato e sua vida nunca mais será a mesma!!’

-Autor desconhecido-


Read More Posted by Vania Posted in Artigos, Blog
21
02.11
0

Saúde, Massagem e Toque – Todos Ganham.

Massagem e Toque

Uma das coisas que estabelece mais intimidade entre as pessoas e seus gatos é o toque. Os animais se sentem bem e as pessoas se sentem bem ao afagá-los. Eles gostam de ser acariciados e procuram as pessoas para receber carinho. O vínculo que se desenvolve entre as mulheres e seus animais é basicamente um vínculo tátil. Os cães e os gatos respondem e o relacionamento preenche a solidão, abaixa a pressão sanguínea e prolonga o tempo de vida. Os animais de estimação tomam o lugar do que está faltando em nosso mundo ‘super estressado’, exigente demais, sempre sob pressão. Voltar para casa e acariciar um pelo macio é uma das recompensas de viver na Terra. Deitar em uma cama ou sobre um tapete morno e sentir sua pele acariciada é uma das maiores alegrias para o gato.

O toque é sumamente importante, mas dentre os sentidos, ele parece ser o menos considerado. Ele é fundamental para o vínculo humano-animal, até onde possam ir os animais domésticos de estimação e não é uma surpresa que o toque venha a ser uma importante técnica de cura. Os gatos recebem da massagem o mesmo benefício que as pessoas desfrutam. Os animais curam as pessoas quando se sentem felizes ao serem afagados e as pessoas podem curar os animais, quando retribuem esse favor. É um gesto praticado diariamente, sem prensar, para comunicar-se, para dar conforto e elogiar. A privação do toque faz mal para os animais e para as pessoas e adicionar o toque ao gesto diário de acariciar e dedicar-se aos animais traz benefícios para ambos.

(Diane Stein – Natural healing for cats and dogs – 1998)

Read More Posted by Vania Posted in Artigos
17
02.11
0

Castração e Esterilização – Verdades e Mitos

Primeiramente a diferença entre ambos: castração é feita em machos onde se retiram os testículos cirurgicamente; a esterilização é feita em fêmeas e retiram-se cirurgicamente os ovários e útero.

Esses procedimentos são realizados com anestesia geral, são bem rápidos, seguros, rotineiros e relativamente indolores.

Hoje em dia mais pessoas estão castrando/esterilizando seus pets diante das muitas vantagens.

1 – Quais vantagens são essas?

=>  Animais de companhia castrados/esterilizados são menos impulsivos em seus instintos sexuais e assim se tronam mais companheiros dos membros da família, mais caseiros;

=>  Animais de companhia castrados/esterilizados são menos propensos a vagar pelas ruas e se perderem ou se machucarem em busca de um par; gatos machos sentem o cheiro de uma gata no cio a muito metros de distância;

=>  Gatos(as) castrados/esterilizados são menos propensos a brigar com outros gatos, não se expondo a ferimentos e poupando seus donos de despesas no Veterinário;

=>  Gatos machos castrados são menos suscetíveis a doenças relacionadas ás glândulas reprodutivas ou prostáticas ou vir a desenvolver doenças geniturinárias, que propiciam o surgimento de doenças renais, problema muito comum em machos ‘inteiros’ (não castrados) com mais de 5 anos;

=>  Gatos machos ‘inteiros’ demarcam seu território urinando em ‘spray’ deixando um odor forte e inconfundível; castrar os jovens gatinhos ajuda a eliminar esse hábito;

=>  Gatas fêmeas esterilizadas são menos propensas a desenvolver câncer ou piometra -infecção uterina comum de fêmeas inteiras;

=>  Fêmeas no cio urinam e defecam em lugares inapropriados manchando carpetes e mobília, além de atrair machos desconhecidos, barulhentos e incômodos; esterilizar evita esse problema;

=>  Fêmeas prenhes comem mais e durante e após a prenhes e os cuidados antes e após o parto são caros;

=>  As despesas – vacinas, vermífugos, propagandas – com os filhotes também são altas e o tempo gasto para vendê-los ou doá-los também é grande;

2 – Mitos:

=>  Castrar/esterilizar torna o gato preguiçoso ou gordo. O que acontece é que o gato castrado come menos por uma mudança em seu metabolismo o que faz com que ele coma menos e você gaste menos com ração;

=>  Castrar altera a personalidade do meu gato. A maioria dos donos de gatos não percebe nenhuma mudança na personalidade do seu gato. O que acontece é que ele perde o interesse em sair para procurar parceiras (os) e brigar, e se torna mais caseiro (a) e dócil.

Créditos: Artigo da TICA traduzido por Leonora Vassão.

Read More Posted by tarrask Posted in Artigos